Descrição: As mentiras dão início na infância. E como sempre a primeira vítima é a mãe. Depois vêm as namoradas, a esposa, a sogra, a amante, os amigos, o chefe. E se torna um comportamento compulsivo. Muitas vezes lançamos mão delas para evitar algum tipo de constrangimento ou para escapar de broncas, outras pela terrível necessidade de não magoar os outros, ou até mesmo por mera brincadeira. Não tem como escapar, as mentiras vão sempre estar presentes no cotidiano do ser humano. E se muitas vezes são mentiras inocentes, sem maiores conseqüências, em outras situações elas assumem dimensões gravíssimas e podem levar a um desfecho trágico. Mas, quando se trata de histórias de Luis Fernando Verissimo, é para deitar e rolar de rir desse arsenal de fraudes que utilizamos diariamente.

EM BREVE

Posts Relacionados por Marcador: